Publicado por:

Conductel

Data:

9 de setembro de 2020

Tempo de leitura:

4min

Hub, switch e roteador: qual a diferença?

Esses aparelhos funcionam para promover a troca de informações entre computadores; entenda as diferenças entre cada um deles

Você sabe a diferença entre hub, switch e roteador? Se ficou em dúvida, talvez seja importante saber, porque cada um deles funciona de um modo diferente para transmitir informações. Essa é a primeira dica: esses aparelhos são utilizados para estabelecer a comunicação e troca de dados entre computadores conectados em rede. Entretanto, cada um deles tem suas características que os fazem indicados para determinadas situações. O hub, por exemplo, é cada vez menos utilizados, porque deixa o processo de compartilhamento de dados mais lento. Já o roteador é o mais indicado para grandes empresas.

Quer saber mais? Abaixo, explicamos tudo para que você possa compreender qual o melhor aparelho para sua empresa:

Hub

Como já falamos acima, esse aparelho está cada vez mais caindo em desuso. Isso acontece porque o hub, apesar de permitir a troca de informações entre aparelhos, só funciona para duas máquinas de cada vez. Assim, se há mais computadores conectados no mesmo hub, eles precisam esperar para receber as informações, gerando lentidão na troca. O que compromete a eficiência dos processos internos da empresa.

Normalmente, os hub contam com opções de 8, 16, 24 ou 32 entradas. Porém, no caso de um hub que conecta 16 computadores, por exemplo, no momento da troca de informações entre dois, outros 14 estarão em espera. A simplicidade do funcionamento faz com que os hubs sejam os tipos de aparelho mais baratos para essa função, a de troca de dados. Entretanto, por causa da lentidão, eles vêm cada vez mais perdendo lugar para o switch.

Switch

A função deste aparelho é semelhante à do hub mas, devido ao modo de transmissão, a troca de informações acabar sendo mais rápida e eficiente. Isso porque o sistema de funcionamento do switch permite que ele crie canais exclusivos entre a máquina transmissora e a receptora de informações. Assim, a rede não fica congestionada, permitindo outras trocas simultâneas.

As máquinas conectadas ao switch só encontram problemas no processo de troca quando duas ou mais tentam transmitir dados para o mesmo destinatário. Uma opção de switch mais em conta é o hub switch, cujo sistema é semelhante ao do hub. Nesse caso, o aparelho é indicado para redes com até 24 computadores.

Roteador

Por fim, o aparelho mais eficaz quando o assunto é transmissão de dados. Os roteadores são os aparelhos mais indicados para empresas de grande porte, onde há grande número de computadores conectados. Isso porque os roteadores contam com um sistema de inteligência mais arrojado, que avalia a melhor rota para a informação chegar ao seu destino. Como resultados, temos mais velocidade e menor perda de dados durante o processo.

Existem atualmente dois tipos de roteadores: os estáticos, que escolhem o melhor caminho para a informação percorrer, sem avaliar se há congestionamentos pelo caminho; e o dinâmico, que tem capacidade de detectar obstáculos para a informação e pode encontrar a rota mais rápida independentemente da distância percorrida. Os roteadores permitem a conexão entre redes.

Outra vantagem deste aparelho é que ele pode vir com recursos como o firewall, sistema que bloqueia a transmissão de conteúdos indesejados. Assim, ele permite proteção de dados. Além disso, os roteadores são fundamentais para o funcionamento da internet.

0
Compartilhar: