Publicado por:

Conductel

Data:

9 de setembro de 2020

Tempo de leitura:

5min

Como funciona o sistema de vigilância eletrônica?

Ele possibilita a vigilância 24 horas por dia, garantindo a segurança da sua casa ou empresa. Além disso, você pode acompanhar tudo do celular.

Você volta para casa um pouco mais tarde do que de costume ? Em sua empresa, mesmo se não há valores, não é possível verificar o fluxo de pessoas ou a entrada de veículos ? Já em seu condomínio, a guarita não é monitorada ?

Em todos esses casos há um ponto em comum: a insegurança gerada pela ausência de mecanismos de proteção. A violência cotidiana tem tirado o sono de muita gente, principalmente nos grandes centros urbanos. Mas, não para por aí. Essas são situações típicas em que vale seguir o velho ditado que diz “é melhor prevenir do que remediar”.

E com a tecnologia, nunca foi tão fácil – e seguro – garantir a proteção, seja em espaços privados ou empresariais. Atualmente, uma solução para o problema são os sistemas de vigilância eletrônica. No entanto, assim como no surgimento de outras novidades tecnológicas, este tema ainda é cercado de dúvidas e mitos, como: eles realmente são eficazes? Não é muito complicando usar este tipo de sistema? E, se acabar a energia, ele não param de funcionar? Não é caro?

Podemos começar respondendo esses questionamentos explicando que o funcionamento dos sistemas de vigilância eletrônica é bastante simples: as câmeras captam o ponto que deve ser vigiado e você pode acompanhar tudo em tempo real. E, com a crescente mobilidade de conexão e aparelhos tecnológicos, você consegue visualizar esse monitoramento de qualquer lugar, seja em seu smartphone, notebook ou qualquer dispositivo que tenha acesso on-line.

Além dessa modalidade, os sistemas de vigilância eletrônica ainda possibilitam a execução das seguintes atividades: portaria virtual, controles de acesso, monitoramento de alarmes, sensores de intrusão e reconhecimento biométrico. Mas, as possibilidades, como era de se esperar, não param de crescer, e engana-se quem pensa que esses sistemas só são úteis em grandes empresas. A versatilidade dos equipamentos e projetos possibilita que sejam instalados em casas, condomínios, empresas, escritórios e empresas de qualquer porte. O resultado é um ambiente protegido de roubos e furtos. Além disso, existe a garantia da comodidade, já que você pode acompanhar as imagens de qualquer lugar, até mesmo do seu celular.

Mas, como fica a questão da necessidade de energia elétrica? Atualmente, muitos equipamentos já contam com um sistema de bateria de reserva, com isso, caso haja interrupção de energia, ele continua operando, garantido a segurança. A instalação desse tipo de sistema é rápida e, em muitos casos, em poucas horas ele já está em operação. Outra vantagem é: o investimento em sistemas de vigilância eletrônica ainda é capaz de reduzir o valor de seguros patrimoniais. Ou seja, além da segurança, esta opção de monitoramento ainda gera economia.

Como funciona a instalação?

A Conductel oferece este tipo de serviço, que vai desde o projeto até as estimativas de custo. A instalação do sistema de vigilância eletrônica começa com a análise do projeto, onde compreendemos as necessidades do cliente. A partir disso, é realizado o mapeamento do ambiente onde o sistema será instalado, com a verificação dos pontos que devem ser vigiados para melhor posicionamento das câmeras. O trabalho também envolve a identificação de gaps. Gap é uma palavra da língua inglesa que quer dizer buraco ou vão. Assim, a identificação de gaps tem o objetivo de perceber onde estão os pontos cegos do sistema de vigilância. Por fim, fazemos recomendações, planos de ação e estimativas de custo.

1+
Compartilhar: