Publicado por:

Conductel

Data:

9 de setembro de 2020

Tempo de leitura:

5min

Como escolher um switch para sua rede ?

Com a função de transmitir dados entre as máquinas de uma rede, o switch é a peça fundamental na Ethernet de uma empresa, trazendo mais agilidade, eficiência e segurança para a troca de informações entre os colaboradores da companhia. Porém, no mercado existem modelos com múltiplas características e, escolher aquele que melhor suprirá as necessidades da sua empresa – e que também terá o melhor custo-benefício, poderá ser um pequeno desafio.

Avalie as necessidades da sua empresa

Na hora de planejar a estrutura de rede do seu negócio é importante ter em conta algumas considerações.

Os principais são:

– A velocidade de transmissão de dados;

– A quantidade de portas;

– Se o Switch é gerenciável ou não.

aliás, ser ou não ser gerenciável são aspectos que definem dois tipos de switch.

De forma geral, um bom parâmetro para quem está avaliando o equipamento correto é avaliar o número de usuários que irá se conectar ao switch e a sua utilização, como a necessidade de transferir grandes pacotes de dados com velocidade ou a possibilidade de gerenciar recursos no dispositivo.

Número de portas, velocidade de transmissão e gerenciamento

Dessa forma, você pode começar a avaliar os modelos que se encaixam no perfil da sua Empresa. Caso haja a necessidade de transmitir um grande volume de dados entre diversos

Usuários em grandes velocidades, teremos de optar por switches com várias portas (quanto mais portas, mais conexões) e altas velocidades de transmissão. Caso o seu negócio seja de menor porte, ou se sua rede é domiciliar, a escolha deverá passar por modelos mais simples de menor custo.

Além disso, antes de adquirir o equipamento, também é importante determinar a função do switch: equipamentos que vão sustentar uma rede grande exigem mais velocidade e capacidade para lidar com tráfego, enquanto switches de acesso podem ser menos potentes – e lembre-se de investir pensando no futuro, ou seja, prevendo o crescimento da rede.

Por fim, em uma rede mais ampla e na qual a segurança e a privacidade total dos dados são aspectos fundamentais, devermos optar por um modelo gerenciável com mais recursos para a administração da rede. Caso o ativo tenha funcionalidades desnecessárias para a rede, um switch não gerenciável conseguirá suprir a demanda.

Switch Não Gerenciável

Entre os tipos de switch, esse é o mais simples. Ele realiza a transmissão de dados entre uma máquina e outra de forma rápida e segura. Porém, não permite funcionalidades de administração da rede, gerenciamento de dados, configurações de segurança, entre outras. Por isso, é mais indicado para redes mais simples – domésticas ou de empresas de menor porte.

Switch Gerenciável

Esse é o mais avançado dos modelos de switch. Ele permite que sejam visualizados relatórios com informações sobre a rede (velocidade, quantidade de dados transmitidos, etc) e também possibilita a configuração e administração remota do switch. Assim, é possível aumentar a velocidade de transmissão de uma porta específica, utilizar uma interface web e de linha de comando, configurar o switch, fazer back-up, restaurar configurações, entre outras ações.

Desta forma, o Switch Gerenciável é o mais indicado para empresas que demandam velocidade na transmissão de dados, total segurança das informações e ainda opções personalizáveis de administração do equipamento.

A Conductel tem o Switch ideal para sua Empresa.

Conheça nossos produtos !

0
Compartilhar: