pixel face CONDUCTEL E O NATAL
Buscar
  • Conductel

CONDUCTEL E O NATAL

Queridos cliente, fornecedores, parceiros, colaboradores e seguidores, resolvemos deixar os assuntos técnicos de lado e falar um pouco sobre esse período mágico que é o Natal. Apenas para trazer um pouco mais de alegria para o nosso dia a dia.

Certamente, nesta altura do ano você já ouviu a Simone cantando a famosa canção natalina, já viu muitas luzinhas e algumas árvores enfeitadas por aí. Mas você sabia que as tradições e celebrações variam de um lugar para o outro? Por ser uma festa cristã, por exemplo, o Natal é pouco comemorado no oriente, onde as religiões mais populares são budismo, hinduísmo, taoismo e outras.


Então, vamos falar das curiosidades sobre a data!


Para começar, você sabia que as celebrações natalinas existem desde muito antes do nascimento de Jesus? Claro que o nome Natal só veio depois da chegada do filho de Deus, mas as festas no fim de dezembro, com comidas, bebidas e trocas de presentes, já existiam há muito tempo. Para sermos mais exatos, os registros apontam que a comemoração existe pelo menos desde 7 mil anos antes de Cristo. Naqueles tempos, as populações dos países frios no norte da Terra comemoravam o solstício de inverno, dia marcado no fim de dezembro, quando o sol está em seu ponto mais distante do planeta. É esse, no lado norte do globo, o dia mais curto do ano. Dali em diante, o astro começa a se reaproximar, até chegar ao seu auge de calor e iluminação, no verão.


As luzinhas de Natal


O retorno dos dias longos no lado norte da Terra simbolizava prosperidade nas colheitas. Então, a noite mais longa do ano, que dava início ao movimento de reaproximação do sol, merecia celebração com muita comida – armazenada para o inverno – bebida e velas (afinal, as noites de frio eram longas, principalmente nos países nórdicos). Daí, vem a tradição de acender luzinhas e caprichar na ceia. Hoje, além de velas, colocamos luzes nos pinheirinhos – árvores típicas dos países frios. Faz sentido, não?


Na China, celebrava-se o yin-yang


Naquela época, o mundo não era globalizado, as informações não corriam com rapidez e cada povoado vivia de acordo com seus deuses e crenças. A comemoração, muito mais ligada aos ciclos da natureza do que às tradições religiosas, era presente na China, onde as homenagens giravam em torno do símbolo yin-yang, que representa a harmonia entre forças da natureza. O yin-yang é simbolizado por uma esfera metade preta, metade branca e traz a ideia do equilíbrio de forças e energias, como masculino e feminino, quente e frio.


Na Grécia, quem comandava a festa era Dionísio


Na Grécia, o homenageado era Dionísio, o deus do vinho, que tem seu nome vinculado também às artes teatrais. Isso porque foi nas festas em homenagem a ele que surgiram as primeiras encenações, que depois deram origem ao teatro ocidental. As dionisíacas eram festas que duravam dias, reuniam muitas pessoas e, claro, muitos litros de vinho.

Já em Roma, o homenageado era o deus persa Mitra, uma das divindades mais respeitadas entre os romanos. Mitra representa a luz, é o deus do sol e da sabedoria. Para celebrar, havia troca de presentes e muita comilança!


Jesus não nasceu no dia 25


Com o nascimento de Jesus Cristo, de acordo com a fé cristã, as celebrações do solstício foram fundidas à data da chegada do filho de Deus. Algumas pesquisas informam que Jesus, na verdade, não nasceu no dia 25 mas convencionou-se unir o dia do solstício ao seu nascimento, criando uma só celebração. A verdade é que a data exata do nascimento do menino Jesus é, ainda hoje, um mistério.

Na Rússia, o Natal é em janeiro


Mas, mesmo depois da unificação das celebrações, ainda existem muitos lugares onde o dia 25 de dezembro nada representa. Nos países que seguem o cristianismo ortodoxo, como Rússia e Ucrânia, por exemplo, o Natal é celebrado no do 7 de janeiro. Pois é! Isso acontece porque esses países seguem o calendário juliano, e não o calendário gregoriano, que é o que seguimos por aqui.


Enfim, são muitas historias, culturas, folclores e costumes atrelados a esta data tão especial que nos traz muita alegria, esperança e principalmente aquele sentimento de renovação, é por isso que nós da Conductel escolhemos compartilhar um pouco deste sentimento natalino com vocês.


Espero que tenham gostado e desejamos a todos um Natal Maravilhoso, e que 2019 seja de muito sucesso e repleto alegria para todos nós.

19 visualizações

Conductel © 2018 Todos os direitos reservados.