pixel face
Buscar
  • Conductel

Como a globalização impacta seu negócio?

Com o mundo conectado em rede muitas oportunidades de negócio estão à disposição. A sua empresa está preparada para aproveitá-las?

Nos últimos anos, a palavra globalização deixou de ser uma ideia abstrata e passou a ter impactos reais na vida de todos. Se antes a concepção de uma grande aldeia global – em que todos estivessem conectados, como se fossem vizinhos - assustava, hoje ela já é uma realidade. E, quando o assunto é o mundo dos negócios, os impactos (e as oportunidades) são ainda maiores.


O que é globalização?

Mas, antes de falarmos mais sobre esse tema, vamos compreender melhor o que afinal de contas significa o termo ‘globalização’. O conceito não diz respeito apenas à conexão em rede; mas, é muito mais abrangente e explica o processo de integração global por meio do desenvolvimento de tecnologias de comunicação e transporte.


Embora o uso do termo tenha se tornado mais recorrente durante a década de 1980 - principalmente após o surgimento após da internet -, segundo diversos estudiosos ele é bastante antigo e não necessariamente está relacionado com tecnologias eletrônicas.


Por isso, é comum considerar que a globalização de fato iniciou-se ainda na transição dos séculos XV e XVI com o processo de expansão marítima promovida pelos europeus. Esta foi a época das grandes descobertas territoriais - entre elas América – e, portanto, na reconfiguração das fronteiras geográficas globais.


No entanto, hoje, o termo não busca apenas explicar a integração promovida por conta da comunicação. A interligação promovida pela globalização também se estende para outros campos. Com isso, pessoas de diferentes lugares do mundo compartilham das mesmas experiências, sejam elas culturais, econômicas ou políticas.


Quais são seus impactos?

Quando pensamos na globalização, nem é preciso ir muito longe para identificar os seus impactos. Cada vez mais, com a integração promovida pelos os meios de comunicação e transporte, estamos expostos à experiências compartilhadas em escala global.


Por exemplo, quando pensamos em cultura, cada vez mais os mesmos conteúdos são consumidos ao mesmo tempo em diferentes localidades geográficas. Com isso, uma pessoa que mora no Brasil passa a ter o mesmo repertório cultural de alguém que vive na Inglaterra, por exemplo.


Em termos econômicos, a situação é parecida também. Com a economia de mercado conectada a experiência de consumo também deixa de ser ditado por questões territoriais e torna-se global. Com isso, a comercialização de produtos e serviços passa a levar em consideração os públicos de interesses.


Como isso transforma o seu jeito de empreender?

Do outro lado dessa integração econômica, ou mercadológica, estão as empresas. E, dentro dessa lógica, muitos são os desafios – e também oportunidades – no caminho. O fato de o comércio de produtos não estar mais restrito à fronteiras territoriais, aumenta a possibilidade de novos clientes.


No entanto, por outro lado, a concorrência é também maior. Agora, os clientes não são mais disputados entre empresas localizadas na mesma cidade ou país; mas sim com organizações do mundo todo.


Por isso, é preciso que as empresas e organizações repensem o modo como produzem e comercializam os seus serviços e produtos. O aumento da concorrência gera a busca por qualidade e eficiência.


Para operar competitivamente dentro dessa lógica, é preciso que os gestores se certifiquem que estão cumprindo alguns requisitos essências, que são: inovação (em processos e produtos, garantindo assim que a empresa esteja sempre alinhada com novas práticas), retenção de talentos (organizações são feitas de pessoas e contar com um time qualificado é fundamental) e, por último, instrumental competitivo (é preciso estar atualizado quando o assunto é equipamentos de trabalho; em muitos casos, eles determinam o sucesso – ou fracasso – de empresas).

124 visualizações

Conductel © 2018 Todos os direitos reservados.